Projeto de Lei exige o descarte adequado de filmes de radiografia usados

Por: | Postado em: 17 de agosto de 2015

A deputada Claudia Pereira (PSC) apresentou, recentemente, um projeto de lei na Assembleia Legislativa que exige o descarte ambientalmente adequado de filmes de radiografia usados.

Infelizmente, muitas pessoas descartam filmes de radiografia usados no meio ambiente, principalmente nas lixeiras domésticas, porque não sabem dos riscos que esse tipo de resíduo representa para a contaminação de solos e águas.

Os filmes radiográficos contêm em sua composição plástico e prata, este último um metal considerado pesado e com elevado potencial de risco ambiental.

“Com o objetivo de contribuir para a resolução desse problema, o projeto estabelece três normas simples, porém de grande repercussão para a saúde pública e para o meio ambiente”, explicou a deputada.

A primeira delas, de cunho educacional, é dirigida às instituições públicas e privadas responsáveis pela elaboração de exames deradiografia e aos profissionais do ramo de medicina e odontologia, que terão a obrigação de fornecer orientações claras aos pacientes dos riscos de descartar filmes de radiografia usados na natureza, sem os devidos cuidados.

Já a segunda, é direcionada exclusivamente às instituições, de modo que os estabelecimentos passarão a ter a obrigação de dispor de recipientes coletores de filmes de radiografias usados em seus recintos a partir da aprovação da lei.

Por fim, a terceira norma é voltada para o poder público, especialmente para os órgãos de saúde, e tem por objetivo reduzir ou eliminar a exposição de seres humanos e animais aos raios x e diminuir a quantidade de filmes radiográficos produzidos a partir de processos tradicionais, utilizados em exames de imagens para fins de diagnósticos de saúde. “Nesse ponto, caberá ao poder público estimular a utilização de procedimentos menos invasivos e o uso de radiografias digitalizadas, quando couber”, destacou Claudia.

De acordo com a deputada, essas são medidas simples e que contribuirão, de forma significativa, para a saúde pública, qualidade de solos e águas, para a vida e o meio ambiente.

11879256_856388337764350_5926971463801805301_o